Gostou? Clique e divulgue para os amigos:

Quanto custa uma faculdade de Medicina

quanto custa cursar medicina

Já há muito tempo a Medicina vem sendo a escolha de muitas pessoas na hora decidir a profissão. Escolher um bom curso é fundamental para a formação dos profissionais, ainda mais pela grande responsabilidade que carreiras como essa acarretam, o mínimo erro pode ser fatal e é o que infelizmente temos visto no noticiário diariamente.

Hoje há uma ampla oferta de faculdades que oferecem o curso de Medicina e atualmente segundo as mais recentes avaliações do Enade (Exame de Desempenho de Estudantes que juntamente com outros fatores classifica as instituições de ensino superior), algumas faculdades se destacam, dentre elas encontramos:

  • PUCPR (PR)
  • UCPel (RS)
  • PUCRS (RS)
  • PUC-Campinas (SP)
  • FCMSCSP- Santa Casa (SP)
  • Universidade Positivo (PR)
  • Faculdade de Medicina do ABC (SP)
  • Universidade Anhanguera Uniderp (MS)
  • Universidade de Passo Fundo (RS)

quanto custa o curso de medicina

O preço de uma faculdade de Medicina pelo país varia de cerca de R$2.000 a cerca de R$7.000 mensais dependendo da região, como você pode conferir na lista na lista a seguir:

Quanto custa uma faculdade de Medicina

Como podemos ver, trata-se de um curso caro, talvez o mais caro de todos, isso é devido aos custos durante todos os períodos da graduação. O motivo principal do alto custo é a infra-estrutra necessária aos alunos (laboratórios, pesquisas, materiais, manutenção e atividades extra classe que exigem convênios), tudo isso custa caro! Se você quer seguir a profissão de Medicina, mas não tem tanto dinheiro para custear o curso, conheça o FIES.

FIES, é o Fundo de Financiamento Estudantil criado pelo Ministério da Educação afim de ajudar os estudantes a custear a graduação. O financiamento pode ser feito em qualquer período do curso, e a taxa efetiva de juros do FIES é de 3,4% ao ano.

O financiamento pode ser feito de 50%, 75% e até mesmo 100% do curso, e você só paga o financiamento depois de formado. Os estudantes graduados em medicina podem trabalhar na rede pública em troca da quitação de suas parcelas. Pela regra, a solicitação do abatimento deve ocorrer a partir de um ano de trabalho ininterrupto como médico integrante de equipe de saúde da família oficialmente cadastrada.

Neste caso, dezenove especialidades médicas são previstas: anestesiologia, cancerologia, cancerologia cirúrgica, cancerologia clínica, cancerologia pediátrica, cirurgia geral, clínica médica, geriatria, ginecologia e obstetrícia, medicina de família e comunidade, medicina intensiva, medicina preventiva e social, neurocirurgia, neurologia, ortopedia e traumatologia, patologia, pediatria, psiquiatria e radioterapia. As áreas de atuação prioritárias são cirurgia do trauma, medicina de urgência, neonatologia e psiquiatria da infância e da adolescência. Para mais informações visite o site do FIES.

Temos que levar em conta também os gastos com transporte, alimentação, xerox, materiais e livros, estes últimos variam de R$30,00 a R$600,00 dependendo do livro. O gasto total é muito pessoal, mas dá para notar que esse é o curso mais caro, tanto quanto a mensalidade quanto aos livros e gastos em geral.

Residência: Após formado o médico pode exercer a profissão como clínico geral, porém para atuar em áreas específicas é necessário uma residência médica – pós-graduação que especializa o médico em uma determinada área. Esse seria como um segundo vestibular, o médico paga a taxa de inscrição que pode chegar a R$600,00 para realizar a prova que é muito concorrida. A bolsa mensal é de pouco mais de R$2.000 durante os dois anos de residência para que o médico arque com os gastos necessários.

residencia-medica

Há também pós-graduação paga, o preço depende da área que o médico deseja se especializar, da instituição e da região também. A mensalidade varia de R$700,00 a R$4.000 durante os dois anos.

Confira também quanto ganha um médico.

Gostou deste artigo? Clique e divulgue para os amigos:

Compartilhar no Facebook

Posted in : Dinheiro, Quanto Custa?
Tags:curso de medicina, custo, graduação em medicina, Medicina, médico, mensalidade

Deixe o seu comentário